top of page
  • Foto do escritorSilvâni Silva

Ano Novo

Um ano está prestes a findar,

surgem expectativas e esperanças.

Em cada recomeço dos meses, 

a alma se nutre de sonhos e desejos.


Prendemo-nos à contagem dos ponteiros,

repletos de misticismo ou ateísmo,

erguemos taças, brindamos ao novo ciclo!


Na ilusão do recomeço, 

pensamos que podemos

reiniciar a nós mesmos,

que nossos demônios desaparecerão

e que nossos desejos se concretizarão.


Mas entre a euforia passageira,

e a ilusão que nos enlaça,

distraímo-nos, mais uma vez,

e tudo fica para o ano que vem.


E assim, em sua correnteza 

rubra e incessante,

a vida flui em nossas veias,

gera ondas intensas de emoções,

em uma sequência de ações e reações.


Mas em meio ao compasso do tic-tac,

esquecemos de viver com paixão,

a inspiração contida em cada respiração.


E a cada novo amanhecer,

uma página em branco

espera ser escrita por um sonhador,

com esperança de que o sonhar seja grande.


Então, viva o Ano Novo!

Posts recentes

Ver tudo

Silêncio Profundo

Silêncio Profundo. Caminho em silêncio, Com a serenidade aprendida, Pois já me despedacei em fugas, E a tristeza já pesou de tanto ais.

O tempo

No tempo certo a vida desponta No tempo certo a vida finaliza.

Comments


bottom of page